Tabagismo, uma principais causas de mortes evitáveis no mundo

Tabagismo, uma das principais causas de mortes evitáveis no mundo

Neste 29 de agosto, comemora-se o Dia Nacional de Combate ao Fumo, nesta data autoridades e entidades de todo o país concentram esforços em campanhas de conscientização. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de morte evitável no planeta, sendo considerado, portanto, um problema de saúde pública. Estima-se que cerca de 200 mil pessoas morram todo o ano no Brasil em decorrência do fumo. Esse valor salta para cerca de 4,9 milhões em perspectiva mundial.

O cigarro, assim como outros derivados do tabaco, não possui uma quantidade segura de consumo. Somente na fumaça desse produto, por exemplo, há mais de 4.700 substâncias tóxicas, algumas inclusive cancerígenas. Pesquisas comprovam que cerca de 90% das pessoas que desenvolvem câncer de pulmão apresentem como fator responsável o fumo e as chances de cura para essa doença são bastante baixas.

CÂNCER DE PULMÃO: GENERALIDADES

¹Apesar de todo o avanço no diagnóstico e tratamento, o câncer de pulmão é a causa mais comum de óbitos relacionados com o câncer em todo o mundo e uma das principais causas de morte evitável. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer, estima-se que em 2014 houve 27.000 novos casos de câncer de pulmão no Brasil. O risco estimado é de 16 casos novos a cada 100 mil homens e 11 a cada 100 mil mulheres. Oitenta por cento ou mais dos casos de câncer do pulmão são relacionados com o tabaco e o risco de tabagistas é cerca de 20 a 30 vezes maior do que em não fumantes. Embora a cessação do tabagismo reduza o risco de câncer de pulmão. até 50% dos casos ocorrem em ex-fumantes. Outros fatores de risco influem fumo passivo e exposição a carcinógenos ocupacionais e ambientais como amianto, arsênico, radônio 38 e hidrocarbonetos aromáticos policíclicos.


¹ Trecho retirado do livro Oncologia, Elsevier