Segundo pesquisa, engravidar rejuvenesce

Segundo pesquisa, engravidar rejuvenesce

Mamães de plantão já podem começar a comemorar, estudos recentes revelam que: engravidar rejuvenesce. Segundo pesquisa realizada pela Universidade Hebraica de Jerusalém e divulgada na revista “Fertility and Sterility“, publicada pela Elsevier, a gravidez pode ter ‘’efeito rejuvenescedor’’

De acordo com os cientistas, quanto mais as pessoas envelhecem, mais difícil fica para o corpo regenerar os tecidos danificados – porém, na gravidez, a troca de sangue entre a mãe e o bebê faz com que essa reparação seja mais eficiente.

Foi feito um estudo, a partir de exames de ressonância magnética que mostraram o processo de regeneração hepática, em camundongos, grávidas e não grávidas, que passaram pelo processo de transplante parcial de fígado. O levantamento permitiu observar que camundongos jovens recuperaram 82% do tecido do fígado em dois dias, enquanto ratos mais velhos só regeneraram 46% no mesmo tempo. Mas ao observar a recuperação das camundongos mais velhas, que estavam grávidas, o resultado foi surpreendente,  pois a regeneração do tecido do fígado foi de 96%, mais do que o dobro da taxa normal.

Por se tratar de um modelo biológico único de um sistema sanguíneo parcialmente compartilhado, especula-se que a gravidez teria também efeito rejuvenescedor sobre a mãe.

Pesquisas feitas anteriormente pela mesma equipe já indicaram que a gravidez pode ajudar na reparação de músculos, com este efeito se estendendo por cerca de dois meses depois que o bebê nasce.