leonilha

Realidade aumentada da escritora Rachel de Queiroz incentiva a literatura

Aconteceu no dia 20 de abril, a premiação dos três melhores projetos de inovação em bibliotecas Elsevier no SNBU 2018. Leonilha Maria Brasileiro Lessa, da Universidade Federal de Fortaleza (Unifor), através de uma realidade aumentada da escritora Rachel de Queiroz, ficou em 2o lugar.

A finalidade do projeto é conhecer e incentivar a leitura das obras da escritora cearense Rachel de Queiroz. Para a bibliotecária, um modelo 3D dessa personalidade literária cria no público, tanto interno quanto externo da Universidade, um sentimento de proximidade que acaba instigando o interesse de forma lúdica e interativa.

A ideia surgiu quando a universidade recebeu parte do acervo pessoal da escritora cearense Rachel de Queiroz, pelo Instituto Moreira Sales do Rio de Janeiro. A Biblioteca, em parceria com o NATI (Núcleo de Tecnologia da Unifor), utilizou a tecnologia para estimular o conhecimento sobre a vida da escritora e sua importância na literatura.

Para Leonilha, a experiência de apresentar seu projeto no SNBU foi de grande realização pessoal. “Foi muito gratificante poder apresentar o projeto, Modelagem 3D em realidade aumentada da personagem Raquel de Queiroz, como forma de interação e divulgação da leitura, para outros bibliotecários de todo o Brasil. Possibilitando assim, troca de experiências valiosas,  do uso das tecnologias como inspiração para divulgação da biblioteca de seus serviços sociais, para além das atividades acadêmicas”, conta a bibliotecária.