Foto

O papel das máquinas na evolução da sociedade

Atualmente as empresas estão empenhadas em disponibilizar produtos e serviços que aliem qualidade e custo compatível, de modo a satisfazer às necessidades de clientes cada vez mais exigentes. Assim, cresce a demanda por inovações tecnológicas que resultem em máquinas de alto desempenho, flexíveis quanto ao tipo de produto fabricado ou serviço oferecido, consumidoras de pouca energia e de baixo custo de manutenção.

O resultado de toda essa demanda é o alto grau de sofisticação arquitetura que as máquinas adquiriram, com sistemas mecânicos, elétricos, computacionais e de controle. No que diz respeito aos sistemas mecânicos, as suas estruturas são compostas por uma infinidade de mecanismos capazes de converter os movimentos disponibilizados pelos motores nos movimentos especificados para a sua função.

¹A teoria que fundamenta o estudo de mecanismos é classicamente dividida em duas partes: a análise e a síntese. Na análise, parte-se do pressuposto de que o tipo de mecanismo esteja definido, bem como os seus parâmetros, além dos motores e sua localização. Assim, a partir de um modelo representativo, o seu movimento de saída poderá ser determinado. Por outro lado, na síntese, o movimento de saída é especificado e, por consequência, conhecido. No entanto, o tipo de mecanismo, suas dimensões, motores e correspondente localização encontram-se indeterminados.

¹Trecho e tabela retirados integralmente do livro Mecanismos, Máquinas e Robôs.