No dia do profissional de Relações Internacionais livros com até 45% de desconto

No dia do profissional de Relações Internacionais livros com até 45% de desconto

Hoje, 26 de setembro, comemora-se o Dia do Profissional de Relações Internacionais e a Elsevier oferece desconto em alguns de seus títulos em comemoração a essa data. Aproveite a oportunidade de adquirir títulos escritos por autores renomados de uma das editoras mais consagradas do mundo, com descontos de até 45% do valor do produto. Promoção válida do dia 26/09 a 30/09, ou até durarem nossos estoques*.

LISTA DE LIVROS 

Clique nos títulos e compre com desconto.

ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS, 2ª ED.
PRINCÍPIOS DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS, 6ª ED.
INTRODUÇÃO AO RISCO POLÍTICO
MULTILATERALISMO NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS
TEORIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS
ECONOMIA POLÍTICA INTERNACIONAL
A UNIÃO EUROPEIA
A VINGANÇA DA GEOGRAFIA
O GRANDE ORIENTE MÉDIO
OS ESTADOS UNIDOS E O SÉCULO XXI

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

É a condução das relações entre povos, nações e empresas nas áreas política, econômica, social, militar, cultural, comercial e do direito. Esse bacharel analisa o cenário mundial, investiga mercados e a situação política das nações, avalia as possibilidades de negócios e aconselha investimentos no exterior. Promove entendimentos entre empresas e governos de diferentes países, abrindo caminho para exportações, importações e acordos bilaterais ou multilaterais. A internacionalização da economia amplia o campo de atuação desse profissional, que pode trabalhar em ministérios, embaixadas e ONGs.

MERCADO DE TRABALHO

A globalização interconecta as atividades produtivas e econômicas de todas as nações. Para as empresas, essa internacionalização significa competir em mercados estrangeiros, aproveitando as melhores chances para colocação de seus produtos. E o bacharel em relações internacionais está preparado para analisar essas oportunidades e encaminhar as negociações. O mercado está principalmente na área privada, em multinacionais, bancos, câmaras de comércio e associações setoriais. “Entre 20% e 30% dos egressos são absorvidos pela academia e pelos órgãos públicos. O restante trabalha em empresas. uma área que está crescendo é a das organizações não governamentais”, diz Jacqueline Haffner, coordenadora do curso de relações internacionais na universidade Federal do rio Grande do sul (UFRGs). O setor público contrata o graduado para assessorar ministérios, agências, secretarias municipais e estaduais, consulados e outras representações estrangeiras. ONGs nos principais centros urbanos buscam o bacharel para atuar na elaboração de projetos de intervenção no debate público. instituições internacionais, como a Organização das Nações unidas (ONU), são grandes empregadoras. A oferta de vagas é maior no centro-sul do país, principalmente no eixo Rio-São Paulo e em Brasília, mas há vagas nas capitais do Nordeste. (Fonte: Guia do estudante)