foto premio

Elsevier promove Prêmio para reconhecer profissionais de biblioteconomia

A biblioteca da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) foi a vencedora do 1o Prêmio de Inovação em Bibliotecas Elsevier

A Elsevier, empresa global de análise de informações que ajuda instituições e profissionais a promoverem avanços na ciência, na saúde e a melhorarem o desempenho em benefício da humanidade, esteve presente no Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias (SNBU) 2018 divulgando suas ferramentas digitais com diversas ações interativas. Além disso, promoveu  paralelamente às atividades do evento, o 1º Prêmio de Inovação em Bibliotecas Elsevier, iniciativa que vai ao encontro da sua responsabilidade social como provedora de conteúdo e também ligada ao tema do SNBU 2018 que foi sobre “O Futuro da Biblioteca Universitária na perspectiva do Ensino, Inovação, Criação, Pesquisa e Extensão”, se preocupando assim com o futuro desses ambientes de conhecimento.

 

O concurso cultural engajou a divulgação de projetos inovadores, das bibliotecas universitárias, que têm como finalidade engajar o uso de ferramentas e conteúdos disponibilizados nesses ambientes acadêmicos, incentivando o maior interesse pelo conhecimento e visando a formação e atualização de profissionais.

 

A avaliação aconteceu em duas etapas, uma online e outra presencial. Em um primeiro momento, os participantes submeteram um texto descritivo sobre seu projeto inovador em uma plataforma destinada à avaliação dos conteúdos. De todos os inscritos, cinco trabalhos passaram para a etapa presencial. Giuliano Ferreira (PUC-Rio), Marcos Felipe Gonçalves Maia (Universidade Federal do Tocantins – UFT), Maria de Fátima dos Santos Alves (Universidade Federal da Paraíba – UFPB), Marcello Mundim Rodrigues (Universidade Federal de Uberlândia – UFU) e Leonilha Maria Brasileiro Lessa (Universidade de Fortaleza – UNIFOR) apresentaram suas ideias inovadoras ao público no evento. Os três finalistas foram anunciados e homenageados no palco principal do SNBU, no dia 20 de abril.

As bibliotecas vencedoras, em 1º, 2º e 3º lugares respectivamente, foram as da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), da Universidade de Fortaleza (Unifor); e da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

 

Sobre os três vencedores:

 

1o lugar – Giuliano Ferreira, PUC-Rio, com “Bia: A Nova Assistente Virtual das Bibliotecas PUC-Rio” “O projeto consiste em um sistema de chat automatizado, que roda na plataforma do Facebook Messenger para otimizar o relacionamento com os usuários. Também incentiva a criação de robôs de conversação e sua utilização como mediadores na comunicação e no atendimento em comunidades acadêmicas, particularmente em bibliotecas universitárias”, conta Giuliano.

 

2o lugar – Leonilha Maria Brasileiro Lessa, Universidade de Fortaleza, com a criação da “Realidade aumentada da escritora Rachel de Queiroz como maneira de incentivo à literatura”. Para a bibliotecária, a experiência de expor seu projeto no SNBU foi de grande realização pessoal. “Foi muito gratificante poder apresentar minha ideia para bibliotecários de todo o Brasil, possibilitando troca de experiências valiosas do uso da tecnologia como inspiração para divulgação da biblioteca de seus serviços sociais, para além das atividades acadêmicas”, relata Leonillha.

 

3o lugar – Marcello Mundim Rodrigues, Universidade Federal de Uberlândia, com o projeto Canal SISBI-UFU que visa, por intermédio do uso de vídeos no Youtube, estabelecer um meio de comunicação que divulga os produtos e serviços do Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Uberlândia.

 

“Para a Elsevier é muito importante participar e promover premiações que incentivam o desenvolvimento do universo da educação. Escutar as ideias dos bibliotecários é fundamental para entendermos cada vez mais o nosso público e trazê-los para perto de nós. É esse tipo de parcerias que alimentam o progresso mercado e, consequentemente, no país”, explica Caroline Rothmuller, diretora de Education da Elsevier.