Dra. Anne Osborn, fala sobre tecnologia para melhorar diagnósticos em imagens

Na JPR, Dra. Anne Osborn fala sobre tecnologia para melhorar diagnósticos por imagens

Investimentos em tecnologias e estudos voltados para a medicina são de suma importância para o desenvolvimento desta área. A Jornada Paulista de Radiologia – JPR deste ano, foi o momento perfeito para os interessados em conhecer os avanços tecnológicos na área médica. Quem esteve no evento teve a oportunidade de aprofundar os conhecimentos sobre o tema e conferir as novas tecnologias disponíveis no mercado. Uma das mais conhecidas e respeitadas neurorradiologistas do mundo e uma das criadoras do STATdx, Dra. Anne Osborn, esteve presente na Jornada Paulista de Radiologia – JPR 2016 nos dias 30/04 e 1º de maio para dar duas aulas, uma sobre “Atualização em tumores do encéfalo (OMS 2016): novidades e por que você deve se importar” e outra sobre “Vasculite Cerebral: atualização”. Radiologistas  tiveram a oportunidade de entender mais sobre a plataforma STATdx, que é uma grande aliada nos diagnósticos por imagem.

Ligada à sociedades e organizações voltadas para Radiologia e Saúde (RSNA, ISR e Sociedade Americana de Neurorradiologia, entre outras), Dra. Anne Osborn explica como avalia a importância dessas entidades e atividades à rotina dos especialistas de todo o mundo ”Tendo organizações cujo objetivo é investir em pesquisa e educação, difundir o conhecimento e facilitar a comunicação entre radiologistas de todo o mundo é essencial. Todos nós aprendemos uns com os outros, todos os dias, e o objetivo final é beneficiar nossos pacientes”. 

A Dra. fala também, da importante biblioteca digital, o STATdx, para a vida dos profissionais da área médica ”Quando criamos o STATdx, o objetivo era fornecer respostas acionáveis, facilmente acessível e rápidas no point of care para radiologistas que são confrontados com casos difíceis ou intrigantes. Há literalmente milhares de diagnósticos em toas as partes do corpo, com todas as modalidades de imagem, disponíveis instantaneamente ao seu alcance. Existem diagnósticos específicos, diagnósticos diferenciais, anatomia, procedimentos, e dezenas de milhares de casos com exemplos comuns, menos comuns, raros, mas importantes, que podem ser acessados e rapidamente revistos. Não há outro sistema de qualquer lugar do mundo que se aproxime da amplitude e da profundidade de informações que a plataforma fornece.”

AS DIFICULDADES NOS DIAGNÓSTICOS POR IMAGENS

Diagnósticos baseados em imagens não são sempre fáceis, pois a interpretação delas depende de diversos fatores, que vão desde as condições de trabalho – infraestrutura, qualidade e calibração dos equipamentos – até a capacitação e bagagem do médico. As causas de falhas no diagnóstico radiológico, o chamado missed radiographic diagnosis, são variadas e complexas

O Brasil, segundo informações do Atlas Demografia Médica 2015, é o 10° maior especialista em radiologia e diagnóstico por imagem entre as 53 especialidades reconhecidas oficialmente país. Com o intuito de diminuir os erros de diagnósticos, auxiliar os profissionais na complexa tarefa de definir problemas de saúde de um paciente, diversos investimentos em tecnologia e ferramentas exclusivas foram desenvolvidas para a área de radiologia.

Uma das ferramentas desenvolvidas, e de extrema importância para os médicos e subsequente para os pacientes, é o STATdx, que já está em disponível no Brasil há cerca de um ano. Trata-se de é uma plataforma digital de radiologia, criada pela editora Amirsys e adquirida pela Elsevier, que oferece suporte para a tomada de decisão do médico em relação ao paciente, com maior agilidade, precisão e confiança no diagnóstico de casos com imagens complexas, baseando-se na opinião de especialistas. O STATdx é o maior banco digital de radiologia do mundo. Sendo oferecida, inclusive, aos associados Sociedade Paulista de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (SPR) desde maio de 2015.

Para o atual presidente do Conselho Consultivo da SPR, Dr. Antônio José da Rocha, o que mais ajuda na interpretação da imagem e no diagnóstico final é o reconhecimento de padrões. “Além de muitas publicações científicas, hoje a radiologia conta com enorme quantidade de exames realizados em diferentes regiões do mundo que estão disponíveis em plataformas como o STATdx. Assim, o profissional pode ampliar sua experiência e ser mais contundente na interpretação. Oferecer uma ferramenta de alto nível, com informações confiáveis e imagens de qualidade, consulta online rápida e fácil para os associados, onde estiverem, foi uma grande conquista da SPR em 2015, que demandou bastante investimento”, destaca Rocha.

Dr. Arnaldo Rabischoffsky, presidente do Departamento de Imagem Cardiovascular da Sociedade Brasileira de Cardiologia (DIC/SBC), que disponibiliza a plataforma aos associados há cinco meses, também concorda e ainda afirma que ela realmente faz diferença no dia a dia dos profissionais. “Mais do que uma ferramenta para consulta em momentos de dúvida no diagnóstico, é um conteúdo para estudo permanente. Quando usamos o sistema de forma contínua, acabamos por memorizar as imagens e esse conhecimento, claro, é de grande utilidade no momento de um exame, seja sobre um caso mais comum ou raro”.

NOVAS EDIÇÕES AMIRSYS PUBLICADAS PELA ELSEVIER

Já está confirmada, para o ano de 2016 e 2017, a tradução de três séries nas subáreas de diagnóstico por imagem, ultrassom e diagnóstico, especialidades em imagens, publicadas pela Amirsys e, agora, em lançamento pela Elsevier no Brasil.

MAIS SOBRE STATDX

STATdx é escrito por renomados radiologistas em cada especialidade e compreende imagens e diagnósticos em ginecologia, neurologia pediátrica, abdômen, pulmão, tórax, cérebro, sistema cardiovascular, emergência, cabeça e pescoço, sistema musculoesquelético, gastrointestinal, medicina nuclear, obstetrícia, oncologia, sistema oral e maxilofacial,  resultando na maior bibliografia digital e compilada em radiologia disponível na atualidade.

É direcionada a radiologistas, residentes em radiologia, sociedades radiológicas e aos profissionais de áreas afins que precisam orientar suas decisões por exames de imagem, como cardiologistas, obstetras, neurologistas, entre outros.

DRA. ANNE OSBORN NA JPR 2016

Outra oportunidade de aprofundar os conhecimentos sobre o tema, foi a que vários profissionais da área da saúde tiveram na JPR deste ano. Uma das mais conhecidas e respeitadas neurorradiologistas do mundo e uma das criadoras do STATdx, Dra. Anne Osborn, esteve presente na Jornada Paulista de Radiologia – JPR 2016 nos dias 30/04 e 1º de maio para dar duas aulas, uma sobre “Atualização em tumores do encéfalo (OMS 2016): novidades e por que você deve se importar” e outra sobre “Vasculite Cerebral: atualização”.