Doenças cardíacas atingem mais as mulheres

Doenças cardíacas atingem mais as mulheres

 

Mulheres têm sido as mais afetadas por doenças cardiovasculares, segundo pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Sendo responsável por ⅓ de todas as mortes de mulheres no mundo, as doenças do coração, só no Brasil, já correspondem a 30% dos óbitos femininos, superando o índice de mortalidade de tumores de útero e de mama juntos. Para alertar sobre a importância em cuidar da saúde, o Dia Mundial do Coração, que é comemorado hoje (29/09), chama atenção para os principais fatores de risco, além do investimento em um estilo de vida mais saudável a fim de diminuir a incidência de doenças cardiovasculares no sexo feminino.

Na mulher, as doenças mais agravantes são: as DCV, a hipertensão gestacional, a Pré-Eclâmpsia (PE), a eclâmpsia, o diabetes mellitus e a obesidade. Nesse sentido, a American Hearth Association considera a pré-eclâmpsia como uma das principais complicações da gestação associada ao risco cardiovascular. Há também outros fatores de risco importantes, como: síndrome dos ovários policísticos (SOP) e os hormônios (climatério/menopausa), que podem representar riscos ao coração.

O ÓRGÃO

¹O coração é uma bomba hidráulica muscular que proporciona a força necessária para o sangue circular por todos os tecidos do corpo. Sua função é vital porque, para sobreviver, os tecidos necessitam receber continuamente oxigênio e nutrientes e terem removidos os seus resíduos metabólicos. Não atendidas essas necessidades, as células passam rapidamente por alterações irreversíveis que levam à morte. Embora o sangue em movimento ao longo dos vasos. O coração adulto normal bombeia em torno de 5 litros de sangue por minuto durante toda a vida. Se ele perde a sua eficácia de bombeamento, mesmo por alguns minutos, a vida da pessoa corre risco.

VISÃO GERAL DO CORAÇÃO

Conhecer a posição do coração na cavidade torácica é importante para ouvir os sons cardíacos, para a realização dos eletrocardiogramas (ECGs) e para a execução da ressuscitação cardiopulmonar (RCP). O coração está situado na região do mediastino médio da cavidade torácica entre os dois pulmões. É posterior ao esterno e anterior à coluna vertebral e repousa sobre o diafragma. Cerca de dois terços da massa cardíaca está à esquerda da linha sagital mediana do corpo. O ápice, ou ponta do coração, está dirigido para baixo, para adiante e para a esquerda. Estende-se inferiormente até o nível do quinto espaço intercostal. A extremidade contrária é a base do coração, mas larga e menos saliente que o ápice apresentando grandes vasos fixos a ela. A base está orientada superiormente, posteriormente e para a direita. A parte mais superior está no nível da segunda costela. O tamanho do coração varia com o tamanho do indivíduo. Em média, tem cerca de 9cm de largura e 12cm de comprimento, equivalendo, aproximadamente, à mão fechada.

¹ Trecho retirado do livro Anatomia e fisiologia – 4a edição