derivaaa

As características de um contrato a termo

Para as pessoas que não são ligadas ao mercado financeiro, os derivativos remetem à quebra de bancos, a crises financeiras, ou à história de algum conhecido que ganhou ou perdeu muito dinheiro com pouco ou nenhum investimento inicial. Para muitos que estudam Finanças, tratam-se de instrumentos financeiros complicados de entender.

Para simplificar, podemos contextualizar que os derivativos são contratos que permitem a transferência de risco de um agente para outro. Matematicamente, podemos compreender um derivativo como um contrato financeiro cujo payoff, isto é, seu resultado financeiro, depende da realização de uma variável aleatória, normalmente representado por um preço de um ativo em uma data futura.

O livro “Derivativos e Risco de Mercado”, organizado por um dos maiores especialistas brasileiros nas áreas de finanças públicas e previdência social Fabio Giambiagi, analisa as características de Contrato a Termo. O negócio é fechado no instante de tempo t = 0. O comprador irá comprar N dólares, numa data futura t = T, por uma cotação K determinada no momento do fechamento do negócio (t = 0). Assim, temos as seguintes características para o contrato:

  • Ativo Subjacente: é o ativo que será comprado/vendido numa data futura. Neste caso é o dólar.
  • Maturidade: é o prazo entre a abertura do contrato (t= 0) e o vencimento (tT).
  • Preço a Termo: é o valor de Kdeterminado no momento da negociação (t = 0). Estabelece o preço do ativo subjacente que será utilizado no vencimento do contrato (t = T).
  • Comprador: a parte que terá a obrigação de realizar a compra no vencimento do contrato. Dizemos que esta parte possui uma posição comprada (long)no contrato a termo.
  • Vendedor: a parte que terá a obrigação de realizar a venda no vencimento do contrato. Dizemos que esta parte possui uma posição vendida (short) no contrato a termo.
  • Nocional: determina quantas unidades do ativo subjacente serão transacionadas.
  • Não há fluxo de caixa na abertura do contrato: as partes simplesmente “assinam” o contrato, e não há necessidade de realizar pagamento entre as partes3em t= 0. Isso implica que este derivativo possui valor zero no momento da sua abertura.