15 de outubro – Dia dos compartilhadores de conhecimento

Hoje, uma data mais do que especial é comemorada, o dia dos professores. Eles são os responsáveis por ensinar boa parte do que aprendemos no decorrer de nossas vidas,pois passamos a infância, adolescência e até a grande parte da vida adulta dentro de uma sala de aula. Estamos em contato com professores desde a nossa mais tenra idade, até o início de nossas escolhas profissionais, e, com certeza, ainda seremos alunos por muitos outros anos se quisermos sempre obter êxito em nossa vida profissional.

Segundo normas do MEC, a exigência quanto ao grau de educação para a formação de um professor varia de acordo com a área que ele irá atuar. Para obter habilitação para lecionar é necessário ter: cursos de licenciatura (caso deseje atuar como professor de educação infantil, de ensino fundamental ou médio), magistério (não é um curso superior, mas de nível médio e habilita o professor para dar aulas na educação infantil), pedagogia (curso superior de graduação, na modalidade de licenciatura e tem como finalidade formar professores para atuar na educação infantil do início até o quinto ano) e bacharelado (esses cursos não habilitam o professor a lecionar, mas lhe dão o título de bacharel. Para atuar como docente, o bacharel precisa de um curso complementar de pedagogia. Para lecionar no ensino superior exige-se que o profissional tenha, no mínimo, curso de pós-graduação lato sensu com especialização).

A remuneração de um professor também pode variar bastante. Em média, a hora/aula para professores deensino fundamental e médio custa R$30,00. Já um professor de pós-graduação, MBA, pode ganhar entre R$ 150 a R$ 350 a hora, dependendo da instituição. Os valores ainda não fazem jus à importância do trabalho exercido por esses profissionais, porém os sindicatos continuam travando grandes lutas para conquistar salários mais justos. Apesar destes problemas quanto à  remuneração, as ofertas de empregos são altas para esta área em função da expansão da rede escolar. As instituições privadas tendem a oferecer salários mais elevadas.  

Evolução da profissão

Como precursora na escolha de tantas outras profissões, é necessário que os professores se mantenham em constante atualização e buscando sempre novos métodos para propagar o conhecimento. O professor deve acompanhar os avanços tecnológicos e dominá-los, para usar a seu favor em sala de aula ou aonde quer que trabalhe. Sua metodologia deve atuar em torno do mundo corporativo, transferindo assim suas experiências de forma prática a seus alunos.

Para que os professores e futuros professores tenham um acervo exclusivo e atual, a Elsevier traz, além de títulos novos e com edições constantemente atualizadas, a praticidade de contar com todas essas  obras ao alcance das mãos através da biblioteca online o e-volution, de acesso ilimitado e gratuito. Além disso, a editora oferece aos docentes um aplicativo mobile o Elsevier para Professores para o  acesso livre dos docentes ao catálogo Elsevier.

Conheça melhor os dispositivos da Elsevier para professores

O e-volution, que é uma biblioteca virtual com conteúdo técnico multimídia, disponível inteiramente em português, democratizou o uso do acervo das bibliotecas universitárias à medida que disponibiliza os eBooks a qualquer hora, lugar, para todos os alunos, professores ou membros da comunidade acadêmica. Os usuários não precisam se deslocar, correr o risco de não ter o livro disponível, enfrentar fila de espera e não há prazo para a devolução do livro.

Já o Elsevier para Professores é um aplicativo gratuito, disponível no Google Play ou na AppStore, que pode ser acessado via tablet ou smartphone. O aplicativo é exclusivo para professores universitários, podendo servir como suporte para os mestres ao darem suas aulas. O aplicativo permite que seus usuários façam download do catálogo completo com os mais recentes títulos da Elsevier, trechos de livros, além de receber notificações dos lançamentos e acessar materiais exclusivos da editora.

Curiosidade

A origem do dia dos professores se deve ao fato de, em uma data de 15 de outubro, o Imperador D. Pedro I instituiu um decreto que criou o Ensino Elementar no Brasil. Esse fato aconteceu em 1827, com a criação das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país. Além disso, o decreto estabeleceu a regulamentação dos conteúdos a serem ministrados e as condições trabalhistas dos professores.